MP e SEDUC divulgam resultados do Censo Educacional no município de General Maynard

Blog Single Crédito da foto: Hebert Ferreira
_**(07/08) -**_ A Procuradoria-Geral de Justiça, por intermédio do Centro de Apoio Operacional dos Direitos à Educação (CAOp Educação) e em parceria com a Secretaria de Estado da Educação do Esporte e da Cultura (SEDUC), apresentou oficialmente o relatório com resultados do Censo Educacional realizado na cidade de General Maynard, situada a 45 km de Aracaju. A coleta de dados alcançou todos os domicílios, tanto na zona urbana quanto na zona rural. A solenidade de abertura do Pós-Censo – como é denominada esta fase – aconteceu na Escola Municipal Ernesto Muniz Barreto, que teve a estrutura recuperada a partir de iniciativas do Programa Ministério Público pela Educação (MPEduc). De acordo com a pesquisa, que faz um diagnóstico da situação do ensino básico, na faixa etária de 0 a 18 anos, 241 pessoas frequentam a escola, contra 91 que não frequentam. Acima dos 18 anos, são 98 pessoas sem estudar contra 92 matriculados. Apenas três pessoas (de 0 a 18 anos) com necessidades educacionais especiais estão sem vínculo com alguma instituição de ensino. O total de analfabetos é de 60 pessoas, das quais 36 estão entre os 15 e os 65 anos de idade; a partir 66, foram identificadas 24 pessoas que não sabem ler e escrever. Entre todas as idades, 1% dos cidadãos não tem certidão de nascimento. “Eu me sinto muito grato pelo acolhimento, afinal o próprio município de General Maynard nos solicitou a realização deste Censo, e muito feliz por entregar este relatório ao senhor prefeito, a fim de que sejam adotadas as providências”, disse o promotor de Justiça Alexandro Sampaio, diretor do CAOp Educação. Para ele, os problemas detectados foram pontuais e demandam iniciativas simples. Equipes do Ministério Público e das Secretarias Estadual e Municipal de Educação estavam presentes para adotar as primeiras medidas. Valmir de Jesus, prefeito de General Maynard, disse estar muito satisfeito com a realização da pesquisa, pois ela traz um diagnóstico preciso, capaz de apontar caminhos corretos para as políticas públicas mais eficazes. Já a professora Selma Siqueira, da SEDUC, comentou os dados e, na mesma linha de Alexandro Sampaio, avaliou que os problemas exigem soluções simples. Ela também parabenizou o prefeito por ter buscado a equipe do Censo, com o objetivo de fazer um planejamento baseado em dados concretos. De forma simbólica, o agente de saúde Antônio Maciel e a professora Josimar receberam certificados das mãos do promotor Alexandro. Josimar estava representando o Colégio Estadual Maria da Conceição de Santana, que serviu de base para os recenseadores no dia da coleta dos dados. Já os agentes de saúde, pela natureza da atividade que exercem, são parceiros fundamentais, coordenando os trabalhos de campo para que todas as residências sejam visitadas. Estiveram presentes ainda o vice-prefeito, Gilberto dos Santos; o vereador Givaldo Lídio, representando a Câmara Municipal; a secretária municipal da Educação, professora Adriana Silva Santos e o secretário municipal da Saúde, Gleison Soares. _Foto: Hebert Ferreira Fonte: MPE/SE_